Uma questão de ponto de vista


 DIÁRIO DE UMA MULHER:
A mesma situação. Duas formas diferentes de ver as coisas.




Segunda, 29 de Outubro
Na Segunda à noite ele estava estranho.
Saímos e fomos a um bar beber um copo.
A conversa não estava muito animada, de maneira que eu pensei em ir para um lugar mais íntimo.
Fomos até a um restaurante e ele AINDA estava a agir de modo estranho. Perguntei o que era, e ele disse que não era nada, que não era eu. Mas eu não fiquei muito convencida.
No caminho para casa, no carro, disse-lhe que o amava muito e de toda a sua importância para mim. Ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros.
Finalmente chegamos a casa e eu já estava a pensar que ele me iria deixar! Por isso tentei fazê-lo falar, mas sem me dar muita atenção ligou a televisão. Sentou-se com um olhar distante que parecia estar a dizer-me que estava tudo acabado entre nós. Por fim, embora relutante, eu disse que ia para a cama dormir.
Mais ou menos 10 minutos depois, ele veio deitar-se também e, para minha surpresa, correspondeu aos meus avanços e fizemos amor.
Mas depois, ele ainda parecia muito distraído e adormeceu.
Comecei a chorar, chorei até adormecer. Já não sei o que fazer. Tenho quase a certeza que ele tem alguém e que a minha vida é um autêntico desastre.

DIÁRIO DE UM HOMEM:
Segunda, 28 29 de Outubro
O meu Sporting não ganhou novamente. Fiquei chateado a noite toda. Pelo menos consegui dar uma…
Mas ainda estou chateado…
Equipa de merda!

Gostou? Partilhe...

Posts Relacionados

Uma questão de ponto de vista
4/ 5
Oleh
Página inicial