Raquel Henriques é ‘a vergonha da família’

Raquel Henriques é ‘a vergonha da família’
Envergonhados, João Henriques e Luís Miguel não concordaram com a participação dela no reality show na TVI. O adolescente até sofre na escola — onde já chumbou várias vezes — por ser filho dela.
Aos 35 anos, Raquel Henriques resolveu embarcar na aventura de concorrer a um reality show, o que deixou alguns membros da família descontentes, entre eles o pai, João Henriques, de 61 anos e o filho, Luís Miguel, que completa 18 e atinge a maioridade a 4 de Janeiro próximo. Comecemos pelo princípio: quando Raquel tinha sete anos, os progenitores, João e Regina Vilares, hoje com 60, separaram-se e desde aí que a relação entre pai e filha nunca mais foi a mesma.
Quando ela enveredou pela vida pública, João Henriques, professor de artes marciais, afastou-se em definitivo, por não concordar com o tipo de vida que Raquel escolhera. Desde o início que João foi contra esta participação e, por isso, “não vejo o programa, apesar de a minha mulher insistir para que eu o veja. Ela vai-me contando algumas coisas, mas eu já lhe pedi para deixar de o fazer. Não quero saber de nada, não aprovei e não tenho nada a ver com aquilo”, afirma o pai da concorrente, que aparece pela primeira vez em público, na TV Guia, pois nunca gostou de se expor.
Há muitos anos que os pais da concorrente estão separados porque “aconteceu um divórcio que separa as pessoas”, conta João, “mas depois mantém-se uma relação civilizada… ou não. A minha relação com a Raquel? Mantenho algumas reservas porque não estou de acordo com coisas que ela faz”, reconhece. Sobre o facto da filha se ter despido para algumas revistas masculinas, o professor… “evidentemente que não concordei. Em relação ao biquíni fitness menos mal. Agora esta vida de exposição… lamento“.
Acerca do neto. Luís Miguel, afirma estar “de acordo com ele, por não concordar com esta participação. Mas a Raquel sempre foi muito rebelde, uma rebeldia insensata. Aliás, a Raquel não põe o cérebro ao serviço da sua condição de mulher e de mãe”. 
Sempre muito ausente como mãe, o pai da concorrente acha que a filha poderia ser melhor nesse capítulo, “apesar de se assumir como mãe responsável, mas na prática isso não acontece. A avó é que é a mãe do meu neto. Ela não mandar beijinhos [no confessionário] para o filho é revelador do tipo de relação que têm. E isso depois tem também o reverso. Ele tem vergonha da mãe, até porque deve ser incomodado na escola e isso interfere no estado psicológico dele”, afirma. 
José Gouveia, empresário da noite que já foi patrão de Raquel, corrobora desse desprendimento: “Só soube que ela tinha um filho vários anos depois de a conhecer. Ela falou dele uma vez, que foi quando eu fiquei a saber, e depois nunca mais Eu até estranhei, porque ela vivia sozinha, com a Rita [Egídio], viajava… o filho não fazia parte da vida dela. De tal maneira que havia muita gente que nem sequer sabia que ela era mãe“. 
Um outro amigo vai mais longe: “Ele é fruto de um namoro de adolescentes que não correu bem. Mas é um assunto sobre o qual a Raquel evita falar Acho que ela também tem vergonha.” 
João Henriques finaliza: “Tenho pena pelo meu neto e pela minha fiha, lamento que ela esteja metida nisto e não sei se o desempenho dela no concurso não irá interferir seriamente na nossa relação… pela negativa. Por aquilo que eu sei, a nossa relação, entre pai e filha, vai ficar afectada, porque eu conheço e sei do que se falava no Brasil. E provável que ela tenha ido pelo dinheiro e para relançar a carreira dela“.

REVISTA TV GUIA

Gostou? Partilhe...

Posts Relacionados

Raquel Henriques é ‘a vergonha da família’
4/ 5
Oleh
Página inicial