João Mota pode perder o dinheiro da "Casa dos Sergedos" por difamar a ex-namorada

joão mota casa dos segredos 3
O Ex-concorrente e vencedor da 2ª edição da Casa dos Segredos, comoveu o publico com a sua versão da relação que tinha com a sua ex-namorada, da qual, segundo ele, sofria de maus tratos. Esse foi o segredo do concorrente levou para a casa e que mais impressionou e chocou o publico. Contudo, A sua ex-namorada não suportou a difamação e a falta de verdade, acabando tudo isto por dar origem a um processo judicial que tem vindo a ser discutido à quase um ano. Segundo a revista VIP, a acusação de difamação da ex-namorada pode ter julgamento ja no inicio deste ano.


“Se alguém me dissesse, quando estava na Casa dos Segredos, há um ano, que um ano depois a minha vida seria esta, não acreditava. Dizem que o Mundo acaba hoje, mas para mim o Mundo está a começar. Vamos ver o que o futuro me reserva.” Foram estas as declarações de João Mota na Gala das Estrelas, da TVI, no passado dia 12 de dezembro. E a verdade é que a vida corre bem ao vencedor da segunda edição da Casa dos Segredos, que, além de prosseguir os seus estudos universitários na área de Gestão, conseguiu realizar o sonho de ser ator, faz trabalhos como modelo, apresenta os diários do conhecido reality show, ao lado de Iva Domingues, e encontrou o amor junto da atriz Mariana Monteiro. Porém, 2013 pode ter um amargo sabor para João Mota, que está a ser processado por difamação pela ex­ namorada, Sandra Rosa, devido ao segredo com o qual concorreu ao programa de televisão: “Fui vítima de violência doméstica.”
Fase de inquérito termina em Fevereiro

“O processo está na fase de inquérito e o João Mota já terá sido constituído arguido no âmbito do processo e terá sido ouvido. Está previsto o encerramento da fase de inquérito para fevereiro”, conta à VIP o advogado Rodrigo de Freitas Leal, que representa Sandra Rosa. Nessa altura, o Ministério Público pode ordenar o arquivamento do processo ou deduzir a acusação contra o arguido. “Houve afirmações difamatórias por parte do João Mota e da Teresa Guilherme, ela também contou coisas”, diz o causídico, que pretende pedir uma indemnização por danos morais e patrimoniais. “Para casos desta natureza têm sido aventados valores na ordem dos 40 mil euros, mas este caso teve muito mediatismo, o programa tinha muita audiência e a repercussão foi maior por envolver a comunicação social. E o valor depende também da apreciação da perversidade do crime.” 

Se João Mota vier a ser condenado no âmbito da queixa­ crime de Sandra Rosa, que afirma serem falsos os factos relacionados com a alegada violência doméstica, além de ter de pagar uma indemnização, o jovem algarvio pode ser “punido com pena de prisão até dois anos ou com pena de multa não inferior a 120 dias”, como está disposto na alínea 2 do artigo 183.º do Código Penal. “Trata­ se de um crime de difamação agravado porque envolveu meios que facilitaram a sua divulgação”, explica Rodrigo de Freitas Leal. Assim, o pedido de indemnização pode ser mais elevado, rondar os 50 mil euros, mas a totalidade daquilo que João Mota poderá ter de pagar pode ser ainda superior, devido ao valor da multa. Os 54.900 euros que ganhou na Casa dos Segredos (50 mil euros de prémio mais 4900 que amealhou ao longo do programa) poderão não chegar para pagar tudo. “Ele nunca será preso por isto”, salienta o causídico.

João Mota já disse publicamente que nunca falou no nome de ninguém, porém, o advogado da queixosa salienta que foram dadas pistas que permitiram reconhecer a identidade da ex­ namorada. “Eles são de Albufeira e quando ele diz que foi para Lisboa com ela, com a namorada que lhe batia, isto só acontece uma única vez na vida. Isto identifica­ a perfeitamente, no meio onde está inserida reconhecem­ na. Ele só tinha uma namorada, não tinha duas. Por muito que ele se escape em não dizer o nome, dá muitas pistas“, sublinha Rodrigo de Freitas Leal, que acrescenta que estão dois valores em questão: “A falta de verdade e a justiça.” O advogado afirma que João Mota “nunca mostrou arrependimento, limita­ se a dizer que nunca disse o nome dela”. O causídico considera que o agora ator e apresentador “aproveitou­ se de uma mentira e ainda foi premiado por isso”, pois venceu a Casa dos Segredos, e diz à VIP que Sandra Rosa “ainda está a receber apoio psicológico” e que “teve problemas a nível de frequência dos exames, sofreu dificuldades de concentração. Era uma miúda de boas notas e isto abalou­ a bastante”.

“Acho que não o irá prejudicar em nada”

O ex­ concorrente do reality show, por seu lado, tem visto a sua careira em ascensão e tem surgido sorridente nos eventos ao lado de Mariana Monteiro, com quem namora desde o início do ano. A última vez em que surgiram juntos foi na Gala das Estrelas, da TVI. A atriz mostra­ se orgulhosa do progresso profissional do namorado. Hélio Bernardino, agente de João Mota, diz à VIP que “este foi o ano da vida dele”. O diretor da Elite destaca os diversos trabalhos em moda que o algarvio fez, como ter desfilado para Miguel Vieira e ter feito “uma campanha de óculos para a Tiffosi, que está prestes a sair”, e o facto de continuar a apostar em formação na representação com aulas particulares, tornando­ se ator e agora também apresentador.

“Tem sido muito bom trabalhar com o João Mota. Ele é boa pessoa, educado e profissional. É muito atento, tem uma personalidade forte e noção do que quer e não quer”, diz Hélio, salientando que o agenciado “não se deslumbrou com a fama” e que apesar de ter ambição, “não é desmesurada, ele trabalha muito. Não é ambição pela fama, mas sim por lutar pelos seus sonhos”. Quanto ao facto de o processo que decorre em tribunal poder afetar a carreira de João Mota, o diretor da Elite é claro: “Acho que não o irá prejudicar em nada. Ele merece, é bom miúdo”, conclui Hélio Bernardino.

Gostou? Partilhe...

Posts Relacionados

João Mota pode perder o dinheiro da "Casa dos Sergedos" por difamar a ex-namorada
4/ 5
Oleh
Página inicial